BAHIA: Governo presente cuida da gente

Lula viaja ao Nordeste; Marta retornará ao PT e será vice de Boulos em SP

Lula viaja ao Nordeste; Marta retornará ao PT e será vice de Boulos em SP

AGENDA POLÍTICA

CARMEN MUNARI

A aliança entre a ex-prefeita Marta Suplicy e o pré-candidato a prefeito de São Paulo em 2024 Guilherme Boulos (PSOL) começou a tomar forma no sábado (13/01) quando os dois se encontraram em um almoço. A próxima etapa será o reingresso de Marta, que será vice de Boulos, ao PT após uma articulação do presidente Lula para que ela deixasse a gestão Ricardo Nunes (MDB) e voltasse ao partido. Para a oficialização da chapa, dependem das aprovações internas no PT. Após o almoço, os dois exaltaram a importância de uma frente ampla, dando recados contra o bolsonarismo. A previsão é que a filiação de Marta ao PT ocorra nos próximos dias, com a presença de Lula. A passagem de Marta pela prefeitura é exaltada por legados como os Centros Educacionais Unificados (CEUs) e o Bilhete Único, mas também acumulou desgastes com a criação de impostos. A populosa zona sul de SP é onde Marta mais atrai votos. Pesquisa Datafolha estimulada e divulgada em agosto mostra Guilherme Boulos (PSOL) na liderança, com 32% das intenções de voto. Ricardo Nunes aparece em segundo, com 24%.

Em 2015, depois de 33 anos, Marta deixou o PT rumo ao MDB e agora está sem partido. Seu retorno ao PT não é tranquilo. Dirigente nacional da legenda, Valter Pomar defendeu que a volta da ex-prefeita deve ser decidida em votação do diretório nacional do PT. E o deputado estadual Eduardo Suplicy lançou o nome da vereadora de SP Luna Zarattini para disputar uma possível prévia do PT para ocupar o posto de vice na chapa com Boulos. Já o apoio do PT ao candidato do PSOL é resultado de acordo fechado por Lula e não deve ser contestado. Esses movimentos podem ser legítimos, mas raramente vão vingar.

LULA

O presidente do Paraguai, Santiago Peña, virá a Brasília na segunda-feira (15/01) para reunião com o presidente Lula. Vão tratar sobre a negociação da tarifa da usina de Itaipu. O valor é decidido anualmente, mas ainda está indefinido por impasses entre os países. O paraguaio defende o aumento da tarifa, enquanto o Brasil quer a redução. Os países dividem por igual a energia produzida na hidrelétrica. Como o Paraguai consome menos, o Brasil compra parte da metade do país.

*Lula recebe ainda a ministra da Cultura, Margareth Menezes, o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa, e o ministro das Comunicações, Juscelino Filho.

*Nesta semana Lula vai ao Nordeste. Na quinta (18/01) estará em Salvador para assinatura de acordo de parceria para implantação do Centro Tecnológico Aeroespacial da Bahia (Senai -Cimatec). Depois vai a Paulo Afonso (BA) para inauguração da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF).

No mesmo dia, viaja a Ipojuca (PE) para anunciar investimentos na refinaria Abreu e Lima. No dia seguinte, sexta-feira (19/01), Lula participa da Cerimônia de Troca do Comando Militar do Nordeste (CMNE). Em seguida, vai a Fortaleza, onde fará o lançamento da Pedra Fundamental do campus do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA).

DAVOS

A ministra do Meio Ambiente e Mudança do Clima, Marina Silva, participa do Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, de 15 a 19 de janeiro. Outra presença confirmada é a do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso. Com o tema “Reconstruindo a Confiança”, a 54ª reunião anual do Fórum Econômico Mundial vai receber mais de 100 representantes de governos, além das principais organizações internacionais e líderes da sociedade civil, especialistas, representantes de jovens, empreendedores sociais e meios de comunicação. Celso Amorim, assessor especial do Presidente da República também estará presente, neste caso para reunião sobre plano de paz entre Rússia e Ucrânia. Crise climática, segurança global e inteligência artificial serão os temas principais. Lula e Fernando Haddad não irão.

Veja Também:  Programas - de 18 a 26 de julho

LEWANDOWSKI NA JUSTIÇA

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva oficializou na quinta-feira (11/1) a escolha de Ricardo Lewandowski, de 75 anos, como o novo ministro da Justiça e Segurança Pública. O ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal (STF) assumirá o cargo de Flávio Dino em 1º de fevereiro. Dino assume uma cadeira na Corte em 22 de fevereiro. Lewandowski já escolheu o primeiro nome de sua equipe. Ana Maria Alvarenga Mamede Neves será a chefe de gabinete na pasta. Ela trabalha com o novo ministro desde 2010. Já foi chefe de gabinete de Lewandowski no STF e trabalha no escritório de advocacia dele em Brasília. Nesta semana, Lewandowski começará a definir os outros integrantes de sua equipe. Afirmou em entrevista que tratará a segurança pública como sua “prioridade absoluta” ao assumir a pasta.

DESONERAÇÃO

O vice-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Edson Fachin, decidiu na sexta-feira (12/01) que não vai analisar a ação protocolada pelo partido Novo contra a medida provisória editada pelo governo sobre a desoneração da folha de pagamento de 17 setores. Fachin entendeu que não há urgência no julgamento do caso porque a MP, editada no final de 2023, só entrará em vigor em abril deste ano. Com o entendimento, a ação será enviada ao relator do caso, ministro Cristiano Zanin, a partir de 1° de fevereiro, quando os trabalhos dos magistrados serão retomados. A MP 1.202 de 2023 trata da reoneração de 17 setores da economia, limita a compensação de créditos tributários obtidos por empresas por meio de decisão judicial e extingue até 2025 os benefícios tributários concedidos às empresas de promoção de eventos via Perse (Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos). Foi publicada em 29 de dezembro de 2023. Vence em 1º de abril de 2024.

* O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, deve se reunir nesta segunda-feira (15/01) com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), para debater esta medida provisória que reonera a folha de pagamentos.

RECESSOS

*O Congresso entrou em recesso em 23/12 e retorna em 1 de fevereiro de 2024, mas na prática dia 05/02.

*O STF encerrou os trabalhos do ano judiciário em 19/12 e retorna em fevereiro. O STF já condenou 30 acusados do 8 de janeiro. O Superior Tribunal de Justiça (STJ), Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o CNJ também retornam em fevereiro.

CURSO COMUNICAÇÃO POLÍTICA

As secretarias nacionais de Comunicação e Formação do PT e a Fundação Perseu Abramo promovem o ‘PT COMPOL’ curso de comunicação política. As aulas ao vivo serão retomadas na terça-feira (16/01). Após recesso de fim de ano, o curso retorna a sua rotina normal, de duas aulas por semana. Confira a programação aqui.

Na foto, Marta Suplicy e Guilherme Boulos em encontro no sábado (13/01) / Reprodução

Tagged: , , ,

Leave comment